Diástase abdominal após a gravidez: como evitar?


O que é diástase?

Diástase é a separação dos músculos retos abdominais que ficam na frente do abdômen. Essa separação acontece quando a barriga cresce, seja devido à gestação, ganho de peso ou por outras causas.

Diástase na gravidez

Um dos fatores que favorecem a diástase durante a gestação é a ação de alguns hormônios como relaxina, estrogênio e progesterona, que promovem o aumento da flexibilidade da pele para facilitar as alterações necessárias nessa fase, sendo um processo fisiológico natural da gravidez.

Quando devo me preocupar?

A diástase torna-se preocupante quando ultrapassa três centímetros no pós-parto e causa outras disfunções, como:

Como evitar

Durante a gestação, não é recomendado realizar exercícios de fortalecimento abdominal.

No entanto, manter-se ativa, com exercícios indicados por um profissional, pode ajudar a promover a ativação do assoalho pélvico e das demais musculaturas, evitando a diástase patológica (maior que três centímetros).

A diástase também pode acontecer em homens e mulheres não grávidas.

Nesses casos, o principal fator é o sedentarismo. Por isso, as atividades físicas regulares são essenciais para prevenir essas e outras doenças.  

Leia mais:
Escoliose: saiba o que é e como a fisioterapia pode ajudar no tratamento
Papel da fisioterapia no tratamento das Disfunções Temporomandibulares (DTM)

Tratamento

O tratamento fisioterapêutico consiste em devolver função para os músculos, ou seja, ativar e fortalecer essa musculatura para diminuir a separação com exercícios específicos.

Sempre indicamos procurar por um profissional para fazer uma avaliação completa e direcionar qual o melhor tratamento para cada caso.

Dra. Ana Carolina Valente
CREFITO 3-250460F